Saúde Ocupacional

Entenda a importância do curso de primeiros socorros nas empresas!

Por - 4 de setembro de 2018

Riscos de acidentes não podem ser previstos e nem medidos, mas se atendidos em condições de urgência, podem salvar vidas e evitar problemas mais sérios e até ações trabalhistas nas empresas.

No caso de um incidente na sua organização, o mais urgente dos procedimentos é o de primeiros socorros. Geralmente realizado por pessoas comuns ou colaboradores devido a sua causalidade, sua aplicação precisa de conhecimento técnico e prático, a fim de preservar a integridade física afetada pelos acidentes do cotidiano.

No post de hoje, vamos falar sobre a importância de os gestores e empresários prepararem seus colaboradores para os procedimentos legais de primeiros socorros na sua empresa. 

Por que os primeiros socorros são uma obrigatoriedade nas empresas?

Por uma imposição legal, todas as empresas de todos os portes precisam manter um kit de primeiros socorros. A obrigatoriedade é reconhecida por lei, ou seja, existe por meio da Norma Regulamentadora nº 7 (NR 7),  que estabelece que seja implementado nas empresas e ambientes de trabalho o Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional, estabelecido pela Portaria 3.214/78, do Ministério do Trabalho (MT).

Conforme a norma, considerando a atividade desenvolvida no estabelecimento, é necessário possuir equipamento de prestação de primeiros socorros. 

Os equipamentos de primeiros socorros podem ser opcionais?

Não, o empregador não pode optar se terá ou não o kit de primeiros socorros. Acidentes acontecem e cada empresa deve conter seus materiais para atender os diferentes riscos de acidentes. Bem, agora que falamos sobre a obrigatoriedade da norma, vamos conhecer quais os tipos de materiais e treinamento.

É preciso treinamento para manipular o kit?

Nem sempre manipular um aparelho de medição da pressão arterial, por exemplo, é fácil e suficiente para atender determinada ocorrência de acidente. Por isso, reforçamos aqui a necessidade de definir um colaborador da empresa que ficará responsável pelo atendimento e assim, oferecer a ele um bom treinamento de emergência.

Agir de forma assertiva no caso de um acidente pode ser determinante para a vida do acidentado e também, em caso de sequela, evita o risco de a situação, que poderia ser simples, ser resolvida na justiça por meio de uma ação trabalhista contra a empresa.

Mas, afinal, como treinar o colaborador?

O provérbio “mais vale prevenir do que remediar” deve ser parte do dia a dia do empresário quando se trata de riscos de acidente entre seus colaboradores. Uma excelente alternativa é utilizar os cursos da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) para formar um grupo que ficará encarregado da segurança e medicina do trabalho numa empresa.

Com a formação desse pessoal, fica instalado no estabelecimento uma forma de evitar acidentes e doenças que impactam o ambiente de trabalho. Outra importante recomendação é que os treinamentos do funcionário ou da equipe devem ser realizados e implementados dentro da jornada de trabalho e em horários compatíveis.

E quais equipamentos e materiais deve conter o kit de primeiros socorros?

Segundo a NR 7, o conjunto de materiais que deve fazer parte do kit vai variar de acordo com as atividades da organização. Trabalhar com a hipótese de acidentes de trabalho é optar pelo básico. Portanto, empresas com riscos menores geralmente possuem um kit contendo ataduras, algodão, fita crepe, esparadrapo, tesoura de ponta arredondada, gaze, antissépticos, luvas e pinça para procedimentos.

Ao avaliar a complexidade dos riscos em potencial para as atividades exercidas, podem ser acrescentados itens ao kit, entre eles talas de imobilização e até coletes e colares. Independente das exceções, um kit deve conter óculos e máscara facial com a finalidade de proteger o socorrista contra possíveis fluídos da vítima. Tudo, claro, acondicionado em uma maleta específica.

Agora que você já sabe da obrigatoriedade de investir em um bom curso de primeiros socorros para seus colaboradores, que tal compartilhar esse conteúdo em suas redes sociais e divulgar o conhecimento?

Gostou deste post? Então deixe um comentário, compartilhe com a gente e com os nossos demais leitores, a sua opinião e as suas ideias sobre o assunto!

Digite sua busca

Posts Recentes

CASE: Programa de Maturidade em Saúde e Segurança
Você sabe o que é NR 10? Entenda agora do que se trata!
Você conhece as principais doenças ocupacionais e suas causas? Veja ...
Você sabe o que é CAT e quando ele deve ser preenchido? Confira aqui...
Saiba o que é adicional de insalubridade e quem tem direito!

Siga-nos!

Posts Relacionados