Segurança do Trabalho

A Importância do Protetor Auditivo

Por Carlos Roberto Riguete Junior - 17 de julho de 2017
a-importância-do-protetor auditivo

Durante uma jornada de trabalho, o colaborador é exposto a vários níveis de ruído, de acordo com cada atividade profissional. Em determinadas atividades, esta exposição é constante e excessiva e, ainda, pode provocar a perda irreversível e, até mesmo permanente, da audição.

No entanto, o uso de protetores auditivos, que devem ser fornecidos pela empresa, protege o trabalhador deste risco. Os protetores auditivos, disponíveis em ampla variedade, oferecem diferentes níveis de proteção.

O protetor auricular é fundamental para proteger a saúde auditiva do trabalhador em ambientes onde os ruídos superam os decibéis permitidos. O protetor auricular do tipo concha, por exemplo, é o mais utilizado por profissionais que operam máquinas. Porém, há diversos modelos no mercado, tais como: protetor auditivo tipo plug; abafador de ruídos; protetor auditivo com cordão, dentre outros modelos, desenvolvidos para cada tipo de atividade e o ambiente do trabalho a ser realizado.

Em quais casos se proteger:

– Se o ruído obriga você a gritar para falar com alguém a um metro de distância, é sinal de que é excessivo. Você tem que se proteger;

– Não adianta dizer: “trabalho aqui há anos e estou ouvindo bem”. A perda auditiva não é percebida porque é muito lenta;

– O único jeito de avaliar a perda auditiva de forma correta é pelo exame audiométrico periódico (Este exame é realizado pelo resultado expresso em um audiograma, que é um gráfico que revela as capacidades auditivas do paciente. Um dos principais tipos de audiometria é a Audiometria Tonal, que é considerado um teste subjetivo para avaliar o grau e o tipo de perda auditiva);

– Proteja-se antes de ter qualquer perda. Se você deixar a perda auditiva aumentar, ela vai somar com a perda que todos temos naturalmente com a idade e, quando você se aposentar, não vai ouvir nada bem.

Quais os devidos cuidados devem ser tomados com a proteção auditiva:

– Use a proteção adequada, recomendada pelo serviço especializado da empresa, que pode calcular a redução do ruído necessária e o tipo mais indicado;

– Aprenda a colocar corretamente cada tipo de protetor;

– Cuidado com a interferência de outros EPI’s. Se você utilizar um protetor tipo concha (abafador), a almofada deve encostar perfeitamente ao redor da orelha, por exemplo;

– Mantenha os protetores em bom estado, faça a higienização e troque regularmente os protetores descartáveis. Converse sobre o ruído e sobre cada tipo de protetor utilizado com a fonoaudióloga ou o médico ao fazer seu exame audiométrico.

Fonte da Imagem: prometalepis.com.br

Gostou deste post? Então deixe um comentário, compartilhe com a gente e com os nossos demais leitores, a sua opinião e as suas ideias sobre o assunto!

Digite sua busca

Posts Recentes

Gestão e Análise de Documentos, quais as vantagens?
Certificado GWO para o setor eólico, o que é?
Consultorias, saiba quais são os prós e os contras
Sistema de gestão de segurança: confira a importância de ter um!
CASE: Programa de Maturidade em Saúde e Segurança

Siga-nos!

Posts Relacionados