Segurança do Trabalho

Máscaras e Respiradores PFF? Qual Utilizar?

Por Caio César - 31 de agosto de 2017
mascaras-e-respiradores-pff-qual-utilizarmascaras-e-respiradores-pff-qual-utilizar

Você sabe qual máscara e/ou respirador PFF deve utilizar? Sabe qual o EPR correto a ser fornecido para seu colaborador?

Os riscos químicos estão presentes em milhares de ambientes de trabalho. Para a minimização, controle ou eliminação dos riscos são aplicados, em grande escala, as máscaras e respiradores filtrantes, conhecidos também como PFF.

A sigla PFF origina-se de Peça Facial Filtrante, que são filtros mecânicos ou máscaras descartáveis, geralmente constituídos por um emaranhado de microfibras sintéticas combinadas em camadas e tratadas eletrostaticamente para reter apenas os materiais particulados (poeiras, névoas e fumos) presentes no ambiente.

Atualmente, existem três grupos de máscaras e algumas subdivisões. Esta diferenciação é importante para especificar o tipo de agente na qual o respectivo EPR (Equipamento de Proteção Respiratória) é eficiente.

As máscaras são classificadas como PFF1, PFF2 e PFF3, de acordo com a sua capacidade de retenção para cada contaminante.

Mas qual tipo de máscara utilizar? PFF1, PFF2 ou PFF3?

Segundo dados da Delta Plus Brasil (2017), os tipos de PFF são:

PFF1 – Possuem eficiência mínima de 80% (Penetração máxima de 20%);

PFF2 – Possuem eficiência mínima de 94% (Penetração máxima de 6%);

PFF3 – Possuem eficiência mínima de 99% (Penetração máxima de 1%).

Os respiradores descartáveis são classificados, ainda, em 2 tipos de resistência ao aerossol:

(S) – Resistentes a aerossóis à base de água. Capazes de reterem partículas sólidas e líquidas à base de água;

(SL) – Resistentes a aerossóis à base de água e oleosos. Capazes de reterem partículas sólidas e líquidas à base de água e oleosas.

Para definir qual tipo de PFF deverá ser empregada como medida de controle, é preciso avaliar quais são os riscos químicos no ambiente de trabalho de sua empresa, de forma qualitativa e quantitativa, se necessário.

Com base nestas informações, o próximo passo é verificar em qual divisão de PFF as substâncias se encaixam conforme informado abaixo:

PFF1(S)

É indicada para proteção das vias respiratórias contra certas poeiras e/ou névoas não oleosas, que não desprendam gases e/ou vapores tóxicos; fibras têxteis, cimento refinado (Portland®), minério de ferro, minério de carvão, sabão em pó, talco, cal, soda cáustica e poeiras vegetais (como trigo, arroz, milho e bagaço de cana); poeiras de lixamento e esmerilhamento; névoas de ácido sulfúrico (com óculos de proteção adequado), dentre outros e em concentrações não superiores a 5 (cinco) vezes o limite de exposição ocupacional (LT ou TLV) e abaixo das  concentrações IPVS (Imediatamente Perigoso à Vida e à Saúde);

Observação: não utilizar para proteção contra amianto (asbesto), sílica e fumos.

 

 PFF2(S)

É indicada para proteção das vias respiratórias contra poeiras e névoas não oleosas, que não emitam gases e/ou vapores; fumos metálicos ou plásticos; sílica, fibras têxteis, cimento refinado (Portland®); minério de ferro, minério de carvão, minério de alumínio, sabão em pó, talco, cal, soda cáustica, poeiras vegetais (como trigo, arroz, milho e bagaço de cana); poeiras de aviário contendo restos de ração, fezes, plumas e penas de aves; poeiras de lixamento e esmerilhamento; névoas de ácido sulfúrico (com óculos de proteção adequado), dentre outros.     A PFF2 é recomendada, ainda, para redução da exposição ocupacional a aerossóis contendo agentes biológicos potencialmente patogênicos. Deve ser usada mediante o conhecimento e aprovação das áreas de higiene, segurança e medicina do trabalho e/ou responsável pela empresa.

Observação: não utilizar para proteção contra amianto (asbesto) e não é recomendada para uso hospitalar em procedimentos médicos ou odontológicos;

 

PFF2(S) “Carvão”

É indicada para proteção das vias respiratórias contra poeiras e névoas não oleosas, que não emitam gases e/ou vapores; fumos metálicos ou plásticos; sílica, fibras têxteis, cimento refinado (Portland®); minério de ferro, minério de carvão, minério de alumínio, sabão em pó, talco, cal, soda cáustica, poeiras vegetais (como trigo, arroz, milho e bagaço de cana); poeiras de aviário contendo restos de ração, fezes, plumas e penas de aves; poeiras de lixamento e esmerilhamento, névoas de ácido sulfúrico (com óculos de proteção adequado), dentre outros. Esta PFF é indicada também para alívio de odores incômodos provenientes de certos vapores orgânicos em concentrações até o nível de ação (metade do limite de exposição ocupacional – LT ou TLV) destes contaminantes. Recomendada, ainda, para redução da exposição ocupacional a aerossóis contendo agentes biológicos potencialmente patogênicos. Deve ser usada mediante o conhecimento e aprovação das áreas de higiene, segurança e medicina do trabalho e/ou responsável pela empresa.

Observação: não utilizar para proteção contra amianto (asbesto) e não é recomendada para uso hospitalar em procedimentos médicos ou odontológicos.

 

PFF3(S)

É indicada para proteção das vias respiratórias contra poeiras, tais como: asbestos, sílica, processamento de minerais, arsênio, berílio, prata, platina, chumbo, cádmio, algodão e outras névoas não oleosas, fumos metálicos ou plásticos; fibras têxteis, cimento refinado (Portland®), minério de ferro, minério de carvão, minério de alumínio, sabão em pó, talco, cal, soda cáustica, poeiras vegetais (como trigo, arroz, milho e bagaço de cana); poeiras de aviário contendo restos de ração, fezes, plumas e penas de aves; poeiras de lixamento e esmerilhamento, névoas de ácido sulfúrico (com óculos de proteção adequado), dentre outros, como: poeiras, névoas e fumos contendo materiais radioativos: urânio e plutônio, que emitem radiação alfa, beta e gama. A PFF3 é recomendada, ainda, para redução da exposição ocupacional a aerossóis contendo agentes biológicos potencialmente patogênicos. Deve ser usada mediante o conhecimento e aprovação das áreas de higiene, segurança e medicina do trabalho e/ou responsável pela empresa.

É importante relembrar que todos os EPR`s disponíveis e fornecidos devem estar contemplados e informados no PPR (Programa de Proteção Respiratória) da empresa.

 

Referências Bibliográficas: 

deltaplusbrasil.com.br

Fonte da Imagem: 

Prometal EPI`s

 

Gostou deste post? Então deixe um comentário, compartilhe com a gente e com os nossos demais leitores, a sua opinião e as suas ideias sobre o assunto!