Higiene Ocupacional

Saúde Mental do Trabalhador

Por Josiel Kruczkevcz - 24 de novembro de 2017
saude-mental-do-calaborador

A saúde dos trabalhadores impacta diretamente na motivação, no comprometimento com as atividades desenvolvidas e no ambiente de trabalho.

No Brasil, doenças como a depressão têm sido uma das causas de maior afastamento dos trabalhadores no ambiente de trabalho.

Para ter uma ideia da gravidade, a doença figura em segundo lugar como a que mais tira profissionais de seus cargos, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS). Até 2020, a expectativa é que a doença passe a figurar no topo da lista.

O Ministério do Trabalho estima que cerca de 10 milhões de trabalhadores sofrem com o problema no Brasil. As instabilidades psíquicas ou orgânicas muitas vezes podem estar relacionadas com as rotinas de trabalho.

O controle do estresse está relacionado ao tratamento e controle de doenças que surgem ou são agravadas com a elevada tensão na saúde dos colaboradores. Dentre estas doenças, as mais comuns são: a hipertensão, fadiga crônica, gastrite, depressão, doenças cardiovasculares, dentre outras.

Além de comprometer a vida pessoal do profissional, refletem de forma drástica na queda da produtividade, atrasos na entrega de trabalhos, desentendimentos entre a equipe e com os gestores, erros e acidentes de trabalho.

Neste sentido, algumas empresas têm se preocupado com a saúde do trabalhador e os benefícios e incentivos de manter seus colaboradores comprometidos são muitos, desde a produtividade até o lucro da empresa.

Portanto, entendemos que o comprometimento com a saúde do trabalhador deve buscar:

– Prevenir riscos de possíveis acidente no local de trabalho;

– Elaborar campanhas de conscientização à saúde no ambiente de trabalho;

– Diminuir o estresse causado no ambiente de trabalho;

– Atuar na prevenção do desenvolvimento de problemas relacionados à saúde mental, como: depressão, Síndrome do Pânico, Transtorno Obsessivo Compulsivo, dentre outros.

O cuidar da saúde de seus colaboradores é uma forma concreta de mostrá-los o quanto a empresa os valoriza e se importa com eles como pessoas e, não apenas como força de trabalho.

O empenho nestas questões gera um círculo de respostas positivas dentro da empresa, sendo uma estratégia que fortalece a cultura organizacional e a imagem da empresa.                       

Outra ótima alternativa é envolver as equipes de trabalho em programas que visem à Medicina Preventiva, em longo prazo, como:

– A importância da alimentação saudável;

– Cuidados com a hipertensão;

– Campanhas antitabagismo;

– A importância do alongamento e da Ergonomia;

– Incentivo à pratica de atividades físicas.

Diante destas informações, faça uma pesquisa em sua empresa sobre o que os seus colaboradores mais gostariam de obter informações, principalmente em temas relacionados à saúde e elabore um levantamento sobre os hábitos e estilo de vida deles (se são sedentários, tabagistas, hipertensos, diabéticos, dentre outras posturas), implantando programas periódicos de controle em sua organização.

Assim, você incentivará e conscientizará os trabalhadores, promovendo melhoras no comportamento e no ambiente de trabalho. 

 

Referências Bibliográficas:

MTE- Ministério do Trabalho e Emprego

OMS- Organização Mundial da Saúde

https://www.portaleducacao.com.br

Fonte da Imagem:

Freepick

 

 

 

 

 

 

 

Gostou deste post? Então deixe um comentário, compartilhe com a gente e com os nossos demais leitores, a sua opinião e as suas ideias sobre o assunto!

Digite sua busca

Posts Recentes

CASE: Programa de Maturidade em Saúde e Segurança
Você sabe o que é NR 10? Entenda agora do que se trata!
Você conhece as principais doenças ocupacionais e suas causas? Veja ...
Você sabe o que é CAT e quando ele deve ser preenchido? Confira aqui...
Saiba o que é adicional de insalubridade e quem tem direito!

Siga-nos!

Posts Relacionados