Higiene Ocupacional

Você conhece as principais doenças ocupacionais e suas causas? Veja aqui!

Por - 26 de novembro de 2018

Doenças ocupacionais são patologias provenientes diretamente do desempenho da tarefa profissional do colaborador e têm o mesmo respaldo legal que um indivíduo que sofreu um acidente de trabalho.

A maioria dessas enfermidades se manifesta de forma silenciosa e, em geral, faz com que o funcionário não tenha condições de voltar às suas funções por um determinado período. O ideal é sempre ficar atento aos sintomas e procurar auxílio médico para garantir um diagnóstico preciso.

Conheça a seguir as doenças ocupacionais mais recorrentes, bem como suas causas e como preveni-las.

Principais doenças ocupacionais

Lesão por Esforço Repetitivo (LER)

É causada por movimentos repetitivos e prolongados. Ela pode ser desenvolvida e manifestada por profissionais que executam as mais variadas atividades, dentre as principais estão: digitação constante e manuseio frequente de ferramentas e máquinas.

A LER diminui significativamente a capacidade do funcionário de desempenhar suas tarefas. Dependendo da gravidade do caso, ela pode levar, inclusive, a uma aposentadoria por invalidez. Sem contar que a lesão por esforço repetitivo pode ser descoberta somente em situação já avançada.

Prevenção

O ideal é que sejam usados acessórios ergonômicos, como apoio para o pulso para quem digita muito ou descanso para os pés para quem trabalha sentado. As pequenas pausas durante a atividade laboral também são excelentes, assim como o alongamento para o fortalecimento dos músculos e articulações.

Distúrbio Osteomuscular Relacionado ao Trabalho (DORT)

O DORT é adquirido e desenvolvido por causa da má postura contínua, da sobrecarga de esforço físico, da repetição de movimentos e dos riscos ambientais. Abaixo, alguns exemplos desses distúrbios:

  • mialgias (dores musculares localizadas ou não);
  • tendinites (inflamação nas juntas);
  • dedo em gatilho (inflamação e retração do dedo, deixando-o sempre dobrado);
  • dores crônicas.

Prevenção

A contratação de um profissional capacitado para aconselhar os funcionários quanto às melhores práticas para a realização de suas tarefas é a melhor maneira de evitar o DORT.

Além disso, a diminuição de riscos no local de trabalho e a suspensão das funções que estão provocando dor são essenciais. Caso surjam algumas dores ou pontadas suportáveis, é necessário fazer um diagnóstico rápido e preciso para garantir a reversão do quadro.

Surdez temporária ou definitiva

A perda da percepção auditiva pode ser ocasionada quando há uma exposição constante e intensa a ruídos. Por não estar diretamente atrelada a uma atividade ou tarefa específica, ela é considerada uma doença ocupacional ambiental. Isso quer dizer que qualquer pessoa que esteja na mesma condição ou no mesmo setor pode ter sua audição comprometida. Desta forma, as ocupações que mais expõem colaboradores a barulhos são:

Também vale mencionar que alguns produtos químicos de alta periculosidade, sobretudo os solventes, podem levar a transtornos auditivos.

Prevenção

A melhor forma de evitar a perda da sensibilidade auditiva é utilizando EPIs, em especial os protetores auriculares plug ou concha. No entanto, a proteção coletiva, com isolamento sonoro, também deve ser providenciada. Para quem manipula solventes, é essencial a utilização de máscaras específicas.

Asma ocupacional

Essa é uma das doenças ocupacionais mais frequentes. Ela é responsável pela obstrução das vias aéreas devido à inalação de partículas alergênicas. Profissionais que têm contato com poeira de algodão, borracha, couro, linho ou madeira podem desenvolver essa enfermidade, que causa:

  • falta de ar;
  • tosse constante;
  • sensação de pressão torácica;
  • respiração com ruído.

Prevenção

A asma ocupacional pode ser prevenida com o uso de respiradores faciais. Para um tratamento eficaz, é necessário o uso de medicamentos e o afastamento do agente causador da doença.

Esperamos que as doenças ocupacionais mencionadas ao longo deste conteúdo possam ajudar você a preveni-las na sua empresa. Para isso, basta zelar pela saúde laboral e integridade física dos seus colaboradores. Assim, você evita afastamentos e indenizações de funcionários, bem como multas de órgãos trabalhistas.

Que tal aprimorar os seus conhecimentos com nosso artigo complementar? Nele, você saberá o que é saúde ocupacional e por que ela é importante para a empresa!

Gostou deste post? Então deixe um comentário, compartilhe com a gente e com os nossos demais leitores, a sua opinião e as suas ideias sobre o assunto!

Digite sua busca

Posts Recentes

CASE: Programa de Maturidade em Saúde e Segurança
Você sabe o que é NR 10? Entenda agora do que se trata!
Você conhece as principais doenças ocupacionais e suas causas? Veja ...
Você sabe o que é CAT e quando ele deve ser preenchido? Confira aqui...
Saiba o que é adicional de insalubridade e quem tem direito!

Siga-nos!

Posts Relacionados